Geraldo Papa faz palestra em jantar durante Congresso do Algodão

Palestra abordou o cenário de ameaças que afetam o algodoeiro

Londrina, 28 de agosto de 2019 – De acordo com o último Boletim de Grãos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a cultura do algodão, presente majoritariamente em estados como Goiás, Mato Grosso e Bahia, registrou crescimento de 34,2% na produção, equivalente ao volume de 6,7 milhões de toneladas do produto em caroço ou 2,7 milhões de toneladas em pluma, dado que reflete a importância da cultura para o agronegócio brasileiro.

Atenta a este mercado, a ADAMA, empresa global de proteção de cultivos promoveu, no dia 27, um jantar para os clientes do programa SIMGULAR, durante a 12ª edição do Congresso Brasileiro do Algodão, em Goiânia (GO). A iniciativa teve como objetivo levar conteúdo relevante para os participantes e estreitar o relacionamento entre a companhia e os principais agentes ligados à cotonicultura no país, assim como apresentar a tecnologia presente no amplo portfólio voltado à cultura.

O encontro teve início com a palestra de Geraldo Papa, professor da Universidade Estadual Paulista (UNESP), em Ilha Solteira (SP), que falou sobre o manejo das principais pragas que afetam a cultura do algodão.

“O Congresso é sempre uma grande oportunidade para gerar aproximação e trocar informações com diferentes públicos, como produtores, consultores e influenciadores do agronegócio focado em algodão”, destaca Marcelo Piovesana, gerente de Marketing Regional da ADAMA Brasil.

“A presença do professor Papa no jantar foi de suma importância para transmitir, com a credibilidade que lhe cabe, a dimensão dos desafios e das soluções que podemos oferecer para os agricultores no combate a doenças e pragas que podem prejudicar a produtividade nas plantações de algodão”, destaca o gerente de Marketing Regional, Lichardsom Malacrida.

Dentre os produtos citados na palestra, se destacaram os novos inseticidas Comissario; desenvolvido para o manejo de pragas do algodoeiro e Trivor; desenvolvido para o combate à Mosca Branca nas três fases do seu ciclo de vida. Além destes lançamentos, a ADAMA também falou sobre Nimitz, nematicida que possui uma formulação exclusiva e ação efetiva contra os nematoides no algodão e em outras culturas. O produto possui perfil toxicológico mais brando que nematicidas tradicionais e garante mais facilidade ao agricultor durante sua aplicação.