Romeu Stanguerlin, CEO da ADAMA, na linha de produção de Armero

Em momento de falta de insumos, ADAMA inicia produção de novo fungicida

Empresa começa a fabricar Armero, fungicida com exclusiva fórmula T.O.V voltado prioritariamente para a cultura da soja com a melhor avaliação no quesito produtividade, segundo o Consórcio de Rede para Mancha Alvo.
Romeu Stanguerlin, CEO da ADAMA, na linha de produção de Armero

Romeu Stanguerlin, CEO da ADAMA, na linha de produção de Armero.

Companhia integrante de uma das maiores holdings do agronegócio global, a ADAMA começa a produzir esta semana, em sua fábrica em Londrina (PR), o fungicida Armero, cuja patente de um dos seus ativos acaba de expirar no Brasil.

Para a produção dos primeiros lotes de Armero, a ADAMA importou o Protioconazol da sua sede, em Israel, mas até o final do primeiro semestre de 2022, começará a sintetizar o ingrediente ativo em sua fábrica de Taquari (RS), onde estão sendo investidos mais de R$ 200 milhões em uma nova unidade de síntese de fungicidas. Os investimentos fazem parte do plano da empresa de dobrar a receita da operação no mercado brasileiro até 2025, com o lançamento de mais de 20 novos produtos.

“Somos a empresa número 1 em ingredientes ativos registrados no mundo, com a flexibilidade de desenvolver soluções adaptadas às necessidades dos agricultores. Escutar, entender e entregar são as palavras que refletem a essência de nosso trabalho. E é isso o que mais uma vez estamos fazendo. Entregando o que o agricultor necessita e na hora que ele precisa”, declara o CEO da ADAMA, Romeu Stanguerlin.

Campeão em produtividade

Composto por 16 instituições, o Consórcio de Rede de Mancha Alvo realiza experimentos cooperativos com os principais fungicidas registrados e em fase de registro para a cultura da soja. Resultados da safra 2020/2021 apontam que Armero apresentou os melhores índices de produtividade entre os fungicidas avaliados, com uma média de 4.390 kg/ha.

“Os resultados apresentados por Armero atestam como a ADAMA é uma empresa de vanguarda para apoiar os produtores em seus principais desafios no campo, como é o caso do controle da Mancha Alvo, problema que pode causar perdas de produtividade superiores a 30%”, avalia o gerente de Fungicidas da ADAMA, Gerson Dalla Corte. "Nas últimas safras, a Mancha Alvo tem causado danos crescentes em todas as principais regiões produtoras de soja do País. Os fungicidas tradicionais já não apresentam a mesma eficiência de antes devido ao avanço dos problemas de resistência. Com Armero, chegaremos com uma solução que eleva o padrão de controle desta doença", reforça Dalla Corte.

Tecnologia exclusiva

Armero traz em sua composição diferentes modos de ação, incluindo um poderoso fungicida protetor. Armero é o segundo fungicida da família T.O.V., exclusiva tecnologia em formulação que promove maior aderência às folhas da soja; destaca-se pela facilidade na aplicação; sem risco de entupimento de bicos de pulverização; e alta eficácia no combate das principais doenças da soja.

No programa de manejo com fungicidas, Armero será recomendado nas primeiras aplicações, garantindo maior proteção e sanidade do baixeiro e, como consequência, melhores resultados de produtividade da lavoura.

Seu amplo espectro de controle garante a cobertura contra as principais doenças da soja, especialmente Mancha Alvo, Ferrugem e DFCs, sempre com alta consistência de resultados nas diferentes Regiões do Brasil.

Armero é o segundo fungicida da ADAMA a ser considerado campeão dos Consórcios de Rede. Nas últimas três safras, Cronnos apresentou-se como o fungicida mais eficiente no controle da Ferrugem Asiática em soja.