Pular para o conteúdo principal
Herbicida da ADAMA é opção para sequencial na dessecação.

Por que Cheval® é a melhor opção na substituição do Paraquat na aplicação sequencial?

Cheval® tem ação pós-emergente com efeito em pré. Herbicida da ADAMA é opção para sequencial na dessecação.
Herbicida da ADAMA é opção para sequencial na dessecação.

Por: Thaís Fagundes Matioli

O herbicida Paraquat foi banido do mercado de defensivos agrícolas brasileiro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e sua substituição tem sido uma preocupação aos produtores. Com o aumento do número de plantas daninhas resistentes a herbicidas, o manejo tem sido cada vez mais oneroso. 

De grupo químico dos bipiridilos, Paraquat atua como inibidor da fotossíntese (FSI) com ação rápida nas plantas por contato. Além disso, é um herbicida não-seletivo e utilizado em pós-emergência. Sua ação tinha grande importância na dessecação para redução das infestações de plantas daninhas e de espécies cultivadas. 

Entretanto, seu uso já foi banido em diversos países pelo mundo todo. E, mais recentemente, também foi banido no Brasil pela Anvisa. Nesse contexto, é imprescindível que se tenha uma alternativa de herbicida para uso no lugar do Paraquat. Cheval®, o mais novo herbicida da ADAMA, é uma excelente opção no mercado e desenvolvido com formulação exclusiva para aplicação sequencial na dessecação. 

Cheval® tem uma combinação de dois ingredientes ativos diferentes, S-metolacloro e glufosinato sal de amônio. O primeiro é do grupo químico das cloroacetanilidas que agem como inibidores da divisão celular. Já o segundo é um tipo de homoalanina substituída, agindo como inibidores da glutamina sintase. 

Essa combinação com diferentes mecanismos de ação é o diferencial do produto frente à complexidade da resistência de plantas daninhas, principalmente de buva e capim-amargoso ao glifosato na maioria das regiões brasileiras. 

É um herbicida não-sistêmico e com seletividade condicional. Tem excelente ação para dessecação sequencial das daninhas em pós-emergência na cultura da soja, além de um efeito residual na pré-emergência, possibilitando a semeadura e desenvolvimento da cultura no limpo. Além disso, é recomendado para uso em pós-emergência na cultura geneticamente do algodão geneticamente modificado e tolerante ao ingrediente ativo glufosinato sal de amônio. 

Cheval® tem como principais benefícios o amplo espectro de ação, atingindo tanto folhas largas como gramíneas, a flexibilidade de uso e seu poderoso efeito residual, contribuindo para o manejo da resistência e controle do banco de sementes. 

Mesmo com tantos benefícios, a ADAMA ainda trouxe uma formulação moderna e de alta eficiência, pensando em todas as dificuldades que o produtor tem enfrentado nos últimos anos com perdas pela competição direta e indireta das plantas daninhas nas principais culturas com importância econômica no país. A exclusiva formulação T.O.V. de Cheval® foi desenvolvida entregar mais resultado para o agricultor porque explora todo potencial dos ativos do produto. Cheval® tem alta concentração dos ativos dentro da sua formulação, alta eficácia no controle em pós-emergência, menor perda de produto por deriva e fotodegradação, além de maior quantidade de ativos na solução do solo.

Cheval® é um dos herbicidas lançamentos da ADAMA para esta safra de soja e faz parte de um portfólio voltado às necessidades dos agricultores. Cada vez mais, a empresa tem se preocupado com os desafios que os agricultores enfrentam, os escutado de forma ativa e genuína, procurando entender suas necessidades e experiências e entregar o que o agricultor quer. Escutar, Entender e Entregar são as palavras que refletem a essência do trabalho da ADAMA e fazem parte da sua promessa de marca. Quer saber mais sobre Cheval® e as soluções da ADAMA que fazem parte do Programa #BomDeSoja | Manejo de Plantas Daninhas? Entre em contato com o(a) Representante Técnico(a) de Vendas da sua região.